Banner

Banner

SANTARÉM: Postura da vereadora do PV com relação a Alter do Chão recebe críticas do partido

Após quase 30 dias da repercussão das imagens divulgadas nas redes sociais e na mídia nacional, mostrando as águas turvas do Rio Tapajós no perímetro de Alter do Chão, a vereadora do Partido Verde, Adriana Almeida, ainda permanece em silêncio sobre a polêmica que tomou conta dos noticiários em todo o país. 

Nas últimas semanas, imagens mostrando as águas turvas e barrentas do rio Tapajós, tomaram conta dos telejornais e dos sites de notícias. De acordo com as reportagens, a mudança da cor do rio pode ser proveniente dos garimpos ilegais na região do Alto Tapajós, sudoeste do Pará.

LEIA TAMBÉM: Reportagem mostra imagens aéreas da contaminação no rio Tapajós

O silêncio vem gerando a indignação dos membros do partido, ambientalistas, ONGs e do diretório estadual do PV, que enviou uma mensagem com relação a postura da vereadora. 

Entramos em contato com o gabinete da parlamentar há vários dias, para ouvir seu contraponto, porém não obtivemos retorno. O espaço continua aberto.

ESTATUTO

Em alguns pontos do estatuto do PV, o partido defende o desenvolvimento sustentável e uma reforma agrária ecológica. Sempre em defesa do meio ambiente. Em dezembro de 2021 o partido possuía 361.404 filiados.

LEIA TAMBÉM: Vídeo gravado por drone, mostra a real imagem das águas do "Caribe da Amazônia"

O presidente estadual do PV, José Carlos Lima da Costa, em contato com a redação do Tapajós Notícias, enviou a seguinte mensagem com relação a vereadora de Santarém, Adriana Almeida. 










Postar um comentário

0 Comentários