Banner

Banner

PARÁ: Reportagem na Rede Globo mostra problema ambiental no "Caribe da Amazônia"


A cor do rio Tapajós, que banha Alter do Chão, em Santarém, no oeste do Pará, está preocupando moradores e turistas, isso porque a tonalidade azul límpida da água deu lugar para uma cor marrom. Conhecida como o “Caribe da Amazônia", ganhando cada vez mais holofotes como um dos pontos turísticos mais bonitos e visitados no Estado do Pará, a vila balneária está movimentando vários ativistas ambientes, ONGs, empresas do ramo turístico e a imprensa nacional no intuito de descobrir o real motivo da cor turva em grande parte do Rio.

Em dezembro, a ONG Greenpeace divulgou o resultado de um monitoramento, realizado em 2016, nos rios que cruzam as terras indígenas “Munduruku” e “Sai Cinza”, área onde desaguam no Tapajós, que aponta o garimpo ilegal como o principal destruidor da natureza daquela região. O levantamento mostrou que o garimpo ilegal destruiu 632 quilômetros de rios dentro desses territórios.

Na noite desta quarta-feira (19), a Tv Tapajós, afiliada da Rede Globo na região do Baixo Amazonas, mostrou uma reportagem especial no Jornal Nacional, mostrando esse grave problema ambiental que vem prejudicando a vila balneária de Alter do Chão. 

VEJA ABAIXO A REPORTAGEM 



O PROBLEMA DO MÉRCURIO NO RIO TAPAJÓS

Postar um comentário

0 Comentários