"Errei e quero me redimir", comentou o cantor Sérgio Reis em entrevista na TV Record


O cantor sertanejo Sérgio Reis está sendo investigado por incitação à violência e ameaça contra a democracia. Ele e mais oito investigados também estão proibidos de se aproximar da praça dos três poderes, de senadores e ministros do STF.

Os motivos são vídeos e áudios promovendo uma manifestação contra o Supremo Tribunal Federal.


O repórter Roberto Cabrini, da TV Record, conversou com ele antes e depois da Polícia Federal cumprir o mandado de busca e apreensão na casa dele. O cantor de 81 anos deu a sua versão sobre a manifestação e as mensagens que sugerem atitudes violentas contra as instituições.

“Eu errei e quero me redimir, pedir desculpas ao Supremo. Se caso eu os ofendi, que me perdoem, como ser humano e respeito ao cargo de vocês. Se magoei o Barroso, o Alexandre, qualquer um", comentou Sérgio Reis, durante a entrevista.


Postar um comentário

0 Comentários