Banner

Banner

Jornalista do "The Guardian" desaparece no Amazonas após sofrer ameaças de garimpeiros

O jornalista Dom Phillips, correspondente do The Guardian, está desaparecido no Amazonas. Ele e o amigo Bruno Pereira, que é indigenista, desapareceram na região da Cabeça do Cachorro, em São Gabriel da Cachoeira, a 850 quilômetros de Manaus.

O desaparecimento foi informado por Jonathan Watts, editor de meio ambiente da publicação britânica, em postagem no Twitter.

Segundo Jonathan Watts, eles foram ameaçados por garimpeiros e invasores de terra, quando apuravam reportagem no Vale do Javari, território indígena. O editor pede ajuda das autoridades brasileiras para localizá-los.

O The Guardian informou que Phillips elabora um livro sobre meio ambiente com apoio da Fundação Alicia Patterson. Ele mora em Salvador e faz reportagens sobre o Brasil há mais de 15 anos para jornais como Guardian, Washington Post, New York Times e o Financial Times.

Conforme o jornal britânico, em comunicado o grupo indígena Univaja disse que Phillips e Pereira partiram na semana passada de barco para uma região conhecida como Lago do Jaburu, chegando ao seu destino na noite de sexta-feira (3).

Por volta das 6h de domingo, após dois dias de reportagens, eles deveriam regressar por via fluvial à Atalaia do Norte. A viagem não deveria ter levado mais de três horas, mas um grupo de busca foi enviado por volta das 14h, depois que eles não chegaram.

Postar um comentário

0 Comentários