Banner

Banner

POLÊMICA: Vereadora é suspeita de chamar professoras de ‘prostitutas’ e ‘analfabetas’ em áudio

Áudio atribuído a uma vereadora de Santa Terezinha de Goiás, a 289 km da capital, no norte do estado, levantou polêmica após ofender professoras do município que pediam aumento salarial. A declaração de Maria Aparecida da Silva (PDT) foi reencaminhada em redes sociais e viralizou entre a população da cidade. Sindicatos de professores criticaram a parlamentar.

“Se essas prostitutas, analfabetas da educação, falarem de mim. Você se lembra daquele projeto há 5 anos que o Marcos mandou dando só 2%, e eu mesma peguei o projeto e levei, e você falou: ‘Tita, você tem muita coragem, coragem!’. Levei, e ele chegou a 13%. Hoje foi o inverso, elas dizem que eu estou contra elas, mas não. Toda vida eu estive do lado, protegendo”, disse a parlamentar, no áudio.

O projeto ao qual a vereadora se refere é de aumento salarial de professores da rede municipal. A vereadora teria gravado o áudio ao saber que professores reclamaram do índice de 10% aprovado pela Câmara, conforme proposto pelo município. 

A categoria queria 33% de reajuste, como concedido pelo governo federal para o piso nacional do magistério.

Postar um comentário

0 Comentários