Banner

Banner

Vladimir Putin assina lei que decreta prisão de 15 anos para quem divulgar "Fake News"


Na Rússia é proibido se referir aos acontecimentos na Ucrânia como uma guerra. Nesta sexta-feira (4), isso passou a ser crime, com punição de até 15 anos de prisão.

O governo do presidente Vladimir Putin impõe aos russos um regime duro de censura à imprensa e às redes sociais e mente para população sem nenhum pudor para justificar o ataque à Ucrânia. 

As TVs controladas pelo Kremlin afirmam que a Ucrânia é responsável por bombardeios em suas próprias cidades. Os ataques da Rússia são de “precisão” e só contra infraestrutura militar.

A medida foi sancionada por Putin no mesmo dia em que o Facebook foi bloqueado no país. A Rússia chama a agressão à Ucrânia de “operação militar especial”, uma ofensiva para "desnazificar" o país invadido.

PRISÃO

Pessoas que utilizarem sua posição para espalhar informações que o governo considere falsas podem pegar de cinco a dez anos de prisão. Caso a informação considerada falsa tenha “consequências graves” a punição pode ser elevada para até 15 anos.

Postar um comentário

0 Comentários