Banner

Banner

Senado aprova fim do sigilo em gastos de Bolsonaro com cartão corporativo. Vão abrir a caixa-preta


A Comissão de Transparência, Fiscalização e Controle do Senado aprovou, nesta terça, requerimento para que o governo preste informações sobre os gastos da Presidência da República com os chamados cartões corporativos.

O pedido de informações aprovado é endereçado à secretaria-geral da Presidência, que deve respondê-lo em até 30 dias, é solicitado que a pasta dê informações detalhadas sobre todos os gastos realizados entre 2019 e 2021 com os cartões corporativos, "incluindo nome/CPF do portador, responsável por autorizar o gasto, nome/CNPJ do favorecido, e valor pago".

“Em desobediência aos princípios constitucionais e a decisões do STF, a Presidência tem se recusado a fornecer as informações sobre o uso destes cartões, atribuindo o rótulo de ‘sigiloso’ às informações de gastos da Presidência com os cartões”, diz trecho do requerimento.

De acordo com a petição, é dever do Congresso processar e julgar as contas do Executivo que, por sua vez, não pode sonegar as informações.

Conforme divulgado pelo jornal O Globo, entre 2019 e 2021 foram gastos, aproximadamente, 30 milhões de reais nos cartões corporativos. As despesas de 2021 alcançaram o valor de 11,8 milhões de reais, um valor superior ao montante anual registrado nos últimos oito anos.

Postar um comentário

0 Comentários