Banner

Banner

PARÁ: Garimpeiros tentam impedir pouso de aeronaves da PF da Operação Caribe Amazônico


A Policia Federal deu início, nesta segunda feira (14/2), à Operação Caribe Amazônico, nas proximidades da terra indígena Munduruku, no Estado do Pará. O objetivo das ações é reprimir atividades de garimpo ilegal no Rio Tapajós, por meio da apreensão de materiais e destruição de maquinários utilizados na prática ilegal, bem como a repressão de outros crimes ambientais que impactam na região de Alter do Chão.

A operação é decorrente de informações sobre a contaminação do rio Tapajós, que levaram à necessidade de ações imediatas nas regiões de Itaituba, Jacareacanga, Moraes de Almeida, Creporizinho e Creporizão. Participam dessas ações cerca de 150 agentes do Estado dos seguintes órgãos: Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Nacional de Segurança Pública, Marinha, Exército, Força Aérea Brasileira, Bope PMDF, além do Ibama e Funai.

Nas ações desencadeadas, até o momento, já foram inutilizados vários equipamentos - avaliados em quase R$ 10 milhões - , como pás escavadeiras, motores, veículos, balsas, dragas, tratores, entre outros, todos usados para extrair ouro e outros sedimentos decorrentes da extração do mineral. Conforme foi apurado em investigações, os materiais produzidos nessas localidades estavam sendo despejados nos igarapés que deságuam no Rio Tapajós, poluindo o rio.

CONFRONTO

Uma tentativa de garimpeiros e moradores do garimpo Porto Rico de impedir o pouso de aeronaves das forças de seguranças que atuam na Operação Caribe Amazônico acabou por provovar reação dos militares, que responderam com o uso de bombas de efeito moral para dispersão dos manifestantes, na manhã desta quinta-feira (17), em Jacareacanga, no sudoeste do Pará. Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram garimpeiros correndo e helicópteros sobrevoando a área. É possível também ouvir barulho de estampidos de tiros. (Vídeo Abaixo)

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Vcs ficam falando merda e não sabem o que realmente aconteceu e como aconteceu. Primeiro vcs tem que se informar do fato não e pq viram as pessoas aí correndo que e pra escrever que a população estava querendo confronto com as autoridades. Estava aqui no momento e o que eu vi são pessoas curiosas e não aconteceu nada disso que foi posto aí no blog de vcs. O que tenho a dizer é primeiro se informe do assunto.agradeco a compreensão de vcs.

    ResponderExcluir