Banner

Banner

Governo Bolsonaro analisa aplicar em adultos a 4ª dose da vacina contra a Covid-19


O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou hoje que a pasta "tem discutido" a aplicação de uma quarta dose contra a covid-19, mas ainda não bateu o martelo sobre o reforço na imunização. Na prática, o chefe do ministério disse que, caso seja decidido algo nesse sentido, "seria a dose de 2022".

A determinação atual do Ministério da Saúde é para que a população tome a dose de reforço contra a covid-19 respeitando o prazo mínimo de quatro meses após a aplicação da segunda dose. A regra, no entanto, por enquanto só vale para pessoas acima de 18 anos.

Queiroga também afirmou que o Ministério da Saúde vai distribuir até 15 de fevereiro doses suficientes para imunizar todas as crianças de 5 a 11 anos. Essa faixa etária pode receber as doses da Pfizer e da CoronaVac, ambas aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para esses públicos.

Postar um comentário

0 Comentários