Banner

Banner

SANTARÉM: Atividade de "flanelinha" será proibida na Avenida Tapajós e Mercadão 2000

 


O Prefeito Nélio Aguiar regulamentou, no último dia 27, a criação da lei municipal nº 20.557/2019, de 05 de abril de 2019, que institui o sistema de estacionamento rotativo pago, tipo “Zona Azul”, de veículos nas vias e logradouros públicos do município de Santarém.

A Zona Azul deve criar cerca de 4 mil vagas de estacionamento, com permanência máxima de 3 horas por veiculo.

Os serviços serão terceirizados e o projeto deve ser executado após a escolha da empresa responsável, através de processo licitatório, que tem previsão para a segunda quinzena de fevereiro e implantação em abril. O valor da tarifa para o estacionamento também será definido no processo licitatório.

Com a instalação da "Zona Azul", alguns trechos do Mercadão 2000 e Avenida Tapajós, o serviço irregular de "flanelinha" será proibido, pois os motoristas terão que pagar a taxa de permanência somente ao município.

Segundo o decreto, a Zona Azul deverá funcionar de segunda a sexta-feira, o de 08h às 18h e aos sábados, das 08h às 17h. Nos domingos e feriados, a zona azul deverá funcionar de acordo com a necessidade da data.

Em períodos festivos, de alta movimentação no comércio, o horário poderá ser ampliado ou reduzido, pelo chefe do poder executivo, em concordância com a Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT).

Trechos da Av. Tapajós, Rua 24 de outubro, Rua Fileto de Carvalho, Av. Mendonça Furtado, Rua Cel. Joaquim Braga, Rua do Imperador, Av. Dr. Anysio Chaves, Av. Bartolomeu de Gusmão e Av. Sérgio Henn, bem como o bolsão do Mercadão 2000 e a Praça Rodrigues dos Santos deverão receber o novo sistema.

Um aplicativo também deve ser criado, para que o condutor tenha total controle do tempo que já está estacionado e também para que possa fazer a reserva de vaga, evitando incômodos.

Para o Secretário Municipal de Mobilidade e Trânsito, Paulo Jesus, essa é uma maneira de permitir que mais pessoas ocupem as vagas, minimizando os transtornos e otimizando o tempo daqueles que precisam ir ao centro comercial.

“Esse é um projeto que visa melhorar essa dinâmica dos espaços para estacionamentos nos polos geradores de fluxo, nas áreas comerciais, onde a gente tem muita demanda de fluxo e poucas vagas e poucos espaços para estacionamento. Com essas 4 mil vagas a gente espera poder disponibilizar esses espaços de forma rotativa. Um espaço que vai ser usado por vários veículos durante o dia, levando em conta que a pessoa tem um tempo máximo de 3h. Lembrando que os demais pontos eles vão continuar existindo, como pontos de táxis, mototáxis, carga e descarga e também o estacionamento público ” disse o secretário.

Postar um comentário

0 Comentários