Banner

Banner

PARÁ: Santarém está no ranking dos municípios da região norte que mais investiram na saúde

O conjunto dos municípios da região Norte aumentou os gastos com saúde no exercício de 2020, quando comparado com 2019. Entre os 15 municípios da região selecionados e avaliados pelo anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, iniciativa da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) com patrocínio da Huawei e da Tecno It, todos aumentaram seus gastos com saúde no mesmo período.

Em ano marcado pelo avanço da pandemia da Covid-19 em todo o país, os maiores incrementos com saúde nesse grupo foram registrados em Parintins (AM), que aumentou em 66% seus gastos, totalizando R$ 91,1 milhões em 2020; na capital Macapá (AP), com 43,7% de aumento e investimento total de R$ 239,2 milhões; Rorainópolis (RR), com alta de 42,6%; Araguaína (TO), com expansão de 40,6%; Cruzeiro do Sul (AC), com alta de 28%; Santarém (PA), com 26%; e Ananindeua (PA), com 25,6%.

RANKING – OS MAIORES AUMENTOS NAS DESPESAS COM SAÚDE DAS CIDADES SELECIONADAS DO NORTE

Além de Macapá (AP), as outras capitais da região também elevaram seus gastos com a pauta no ano passado. Em Manaus (AM) a alta foi de 24,6% em relação a 2019, com gasto total de R$ 1,16 bilhão; em Porto Velho (RO), a alta foi de 17,3%; em Palmas (TO), alta de 13,9%; em Rio Branco (AC), alta de 6,4%; e em Boa Vista (RR), alta de 4,2%. Os dados de Belém (PA) não constavam no site da Secretaria do Tesouro Nacional até o fechamento da publicação.

O anuário também traz um panorama das despesas com saúde no primeiro semestre de 2021. Por conta da situação pandêmica e da necessidade de assistência para a população, a despesa municipal na área continuou sua trajetória de crescimento, com alta de 4,3% em relação ao mesmo período em 2020.

Para os próximos anos, a publicação da FNP prevê que os gastos com saúde permanecerão em alta nos orçamentos municipais, por conta do envelhecimento da população e da continuidade da retração da participação da União no financiamento da saúde pública




Postar um comentário

0 Comentários