Sabatina de André Mendonça para o STF pode continuar sendo adiada

Na segunda-feira (11), o ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski negou o pedido apresentado por senadores para obrigar o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), a marcar a data de sabatina do ex-ministro André Mendonça. 

Mendonça foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para vaga no STF.

A aliados do senador Alcolumbre disse que pretende segurar a análise do nome até 2023, o que a invalidaria, uma vez que a cadeira no STF seria ocupada por indicado no próximo mandato presidencial. A decisão de Lewandowski dividiu opiniões entre especialistas. Bolsonaro vem criticando Alcolumbre.

Postar um comentário

0 Comentários