POLÊMICA: Sérgio Reis desiste de lançar disco após cantores cancelarem parceria musical


Por: Extra/Globo

O cantor sertanejo Sérgio Reis viu colegas do meio artístico desistirem de cantar ao lado dele em seu projeto de parcerias após se tornar alvo de investigação da Polícia Federal por incitação a atos de violência e contra a democracia. De seis artistas anunciados, a única a confirmar participação no novo álbum foi a cantora Paula Fernandes que afirmou “ter uma enorme gratidão’’ pelo cantor e “repudiar compromissos firmados e cancelados’’. Agora, o filho e produtor de Reis, Marco Bavini disse que o disco foi deixado de lado pela equipe.

"A produção do CD, a [escolha do] repertório e a gravação foram minhas e, até então, feitas no meu estúdio. Mas, por conta do assunto música ter ficado em segundo plano, eu interrompi tudo", disse ao G1 o filho de Sérgio Reis, que acrescentou: "Ninguém mais que eu lamenta por isso. Eu vinha gravando e construindo esse projeto há quase cinco anos de gravações. Infelizmente foi assim. O disco não existe mais".

Zé Ramalho, Maria Rita, Guilherme Arantes e Anastácia são os outros artistas que tinham confirmado participação no disco, mas comunicaram oficialmente que não o fariam mais depois dos últimos episódios envolvendo Sérgio Reis. O álbum, que foi anunciado em maio, tinha previsão de lançamento ainda para o segundo semestre de 2021. Alguns deles também já haviam gravado as suas vozes para o álbum.

Anastácia, que cantaria "Eu só quero um xodó", um dos seus sucessos em parceira com Dominguinhos, desistiu do projeto na segunda-feira. No caso de Zé Ramalho, o cantor e sua editora também não autorizaram que Sérgio cante a música "Admirável gado novo". As motivações para as desistências dos artistas foram as declarações antidemocráticas de Sérgio Reis, que incitava a violência contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e contra senadores da república.



Postar um comentário

0 Comentários