JOGOU A TOALHA: Jair Bolsonaro admite que PEC do voto impresso não será aprovada


O presidente Jair Bolsonaro reconheceu nesta segunda-feira (9) que a PEC que prevê a implementação do voto impresso não deve ser aprovada na Câmara.

Em entrevista à Rádio Brado, da Bahia, Bolsonaro voltou a dizer que houve uma mudança de posicionamento dos deputados por causa da atuação do presidente do TSE, Luís Roberto Barroso.


“É, vai, mas tivemos uma negociação antes, um acordo, vai ser derrotada a proposta. Porque o ministro Barroso apavorou alguns parlamentares. E tem parlamentar que deve alguma coisa na Justiça, deve no Supremo, né? Então o Barroso apavorou. Ele foi pra dentro do Parlamento, fazer reuniões com lideranças e praticamente exigindo que o Congresso não aprovasse o voto impresso.”

COMISSÃO ESPECIAL 

Em uma derrota para o governo, a comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do voto impresso rejeitou nesta quinta-feira (5), por 23 votos a 11, o parecer favorável ao tema elaborado pelo deputado Filipe Barros (PSL-PR).





Postar um comentário

0 Comentários