Homem de 23 anos fingia ser agente da PF durante operação de Lázaro, Serial Killer do DF

Um homem de 23 anos foi preso, na noite de sábado (19), por fingir ser policial federal para integrar as equipes que fazem as buscas pelo foragido Lázaro Barbosa, de 32 anos, chamado de Serial Killer do DF. O fato aconteceu no km 30 da BR-070, em Cocalzinho de Goiás (GO).

A prisão do falso policial foi realizada por uma equipe conjunta formada pela Polícia Militar de Goiás, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal. Segundo as corporações, o indivíduo abordava as equipes na rodovia, dizendo ser policial federal e que estava atrasado para incorporar sua equipe, que se encontrava mais à frente.

Em determinado momento, o homem disse que precisava de apoio para desarmar um sujeito bêbado em uma propriedade rural e conseguiu convencer uma equipe da Polícia Militar de Goiás a acompanhá-lo na suposta ocorrência.

Ao retornarem para o ponto de apoio da Operação Lázaro, os policiais militares foram informados pela Polícia Rodoviária Federal que o sujeito não era policial. O criminoso, então, foi então conduzido por policiais da PMGO, PRF e PF à delegacia para a lavratura do auto de prisão em flagrante.

O delito praticado pelo falso policial está tipificado no artigo 307 do Código Penal, que trata do crime de falsidade ideológica, e também no artigo 328, sobre usurpação da função pública por ter convencido a PM de Goiás a acompanhá-lo na suposta ocorrência.

Postar um comentário

0 Comentários