3ª ONDA: Cidades do interior de São Paulo, decretam lockdown por causa da Covid-19


Frente ao crescimento no número de casos e internações pela covid-19, mais cidades decretaram lockdown e toque de recolher nesta quarta-feira, 19, no interior de São Paulo, mesmo dia no qual o governador João Doria anunciou uma nova flexibilização no funcionamento do comércio no Estado a partir de 1º de junho.

As medidas mais rigorosas foram adotadas nas cidades de Franca, Bebedouro e Batatais, na região norte de São Paulo, e estão sendo estudadas em outros municípios.

Além de mais casos de covid-19, as cidades têm hospitais lotados e já há pacientes à espera de leitos em UTI.

FRANCA

Com 56 pacientes no pronto-socorro municipal aguardando transferência para hospitais, a prefeitura de Franca publicou decreto nesta quarta-feira, 19, fechando o comércio não essencial durante 15 dias. A medida, que entrará em vigor a partir de zero hora desta quinta-feira, 20, inclui toque de recolher das 20h às 5h. Superlotado, o pronto-socorro municipal atende cerca de 500 pacientes por dia e tinha na manhã desta quarta 56 pacientes à espera de transferência para hospitais.

O fechamento inclui shoppings, lojas de rua, academias, bares e restaurantes. Nas praças públicas, os jogos de tabuleiro e de cartas estão proibidos.

BEBEDOURO

A prefeitura de Bebedouro decretou lockdown na cidade a partir desta quinta-feira, 20, até o próximo dia 30. O fechamento é total, proibindo inclusive o encontro de pessoas nas vias e praças públicas. O transporte coletivo, os serviços de táxi e de aplicativos ficam suspensos, a não ser para transporte de profissionais de saúde e serviços essenciais. Além de clubes e academias, igrejas e templos também fecham.

BATATAIS

Em Batatais, o lockdown iniciado no último sábado, 15, ficou mais rigoroso na terça-feira, 18, com o fechamento dos serviços essenciais, como supermercados, padarias e açougues, que só podem fazer entregas a domicílio. O toque de recolher vigora entre 20h e 5h, com multa de R$ 1,1 mil em caso de desrespeito.

O transporte público foi suspenso. Nesta quarta-feira, a Guarda Civil Municipal realizava bloqueio sanitário no acesso à cidade pela rodovia Cândido Portinari. Quem chegava de fora era orientado sobre as restrições na cidade.

Postar um comentário

0 Comentários