SANTARÉM: Cadê as 90 mil doses de vacina que o general Pazuello prometeu para Março?

 

O prefeito Nélio Aguiar (DEM), informou no dia 18/02, que o município receberia 90 mil doses de vacina do Ministério da Saúde. A informação divulgada na época, era um compromisso assumido pelo ex-ministro Eduardo Pazuello, após reunião na sede da Prefeitura de Santarém.

“Em visita na tarde de hoje com o ministro da Saúde Eduardo Pazuello, foi firmado o compromisso de envio de 90 mil doses de vacina, para o município de Santarém e reforçamos a solicitação de uma usina de oxigênio para UPA 24h”, comentou para a imprensa no dia 18/02 o prefeito Nélio Aguiar.

"Solicitei ao ministro 90 mil doses para a vacinação das pessoas acima de 50 anos, até o final de março. Pacientes com covid-19, acima de 50 anos, são as que mais agravam, ocupam leitos de UTI e evoluem para óbito", completou Nélio Aguiar.

Com a troca de ministro, o município de Santarém perdeu 90 mil doses contra o Covid-19, para o mês de março. O objetivo era fazer de Santarém um corredor epidemiológico, haja vista a situação do estado vizinho. Com isso, as ações planejadas por Pazuello pra conter o avanço do Covid-19, no Amazonas e na região oeste do Pará, ficaram apenas no papel. Os prejuízos para a saúde da população, serão sentidos nos meses seguintes. Lembrando que março foi o mês que mais houve óbitos no município, fechando com 183 mortes, em 31 dias.

Resumindo, o Ministério da Saúde não enviou as 90 mil doses e nem a usina de oxigênio para o município, como o ex-ministro havia prometido. A data final de envio seria 31 de março.

Postar um comentário

0 Comentários