PARÁ: Vereador vive a realidade do 'transporte' para as comunidades do Rio Arapiuns

 

Eleito em 2020, com 1.276 votos, pelo partido dos trabalhadores (PT), Biga Kalahare estreou este ano no parlamento Santareno. O vereador têm ganhado muitos elogios em suas redes sociais, pelo intensivo trabalho que vem desenvolvendo nesses quatro meses de mandato. 

Recentemente, o vereador mostrou mais uma vez que está buscando ajudar a população em vários setores. Biga, já lutou por melhorias na saúde, na Infraestrutura e agora foi a vez da Educação. No último fim de semana, ele esteve na região do Arapiuns em Santarém, precisamente na Aldeia Indígena Braço Grande, onde foi conferir de perto a denúncia dos moradores que buscaram apoio do petista para resolver o problema.


Conforme o que foi divulgado pela sua Assessoria se Comunicação, os indígenas afirmaram que as crianças do Multisseriado da Escola Municipal santa Terezinha da comunidade, estavam sem aula há um ano, porque não havia professor para ensinar a turma.


A professora entrou de licença e a Secretaria Municipal de Educação SEMED, não deslocou um substituto para cobrir o docente que estava afastado por problemas de saúde.

A denúncia repercutiu bastante em Santarém e Região, porém, o que mais chamou atenção foi o fato do parlamentar ter se deslocado até a Aldeia em um barco de linha, que faz viagens para a Região do Rio Arapiuns. Biga Kalahare, segundo Informações, não conseguiu verba da Câmara Municipal de Santarém para as despesas da viagem. O legislativo alegou que o vereador precisaria fazer a solicitação com pelo menos quatro dias de antecedência. Mesmo assim, Kalahare foi até a comunidade por conta própria, junto com alguns membros de seu gabinete.


Uma prova de que ele está fazendo a diferença no parlamento, já que não impôs dificuldade alguma para ouvir e ver de perto a necessidade dos moradores da Aldeia.

Postar um comentário

0 Comentários