Governo assina contrato de compra da vacina Sputnik V, sem liberação da ANVISA


O Ministério da Saúde assinou hoje um contrato para receber 10 milhões de doses da vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya da Rússia e importado pelo laboratório União Química. O imunizante tem 91,6% de eficácia contra casos sintomáticas da covid-19.

O cronograma inicial prevê que 400 mil doses da vacina podem chegar ao Brasil até o fim de abril. Em maio, a expectativa do governo é receber outras 2 milhões de doses e, em junho, 7,6 milhões.

"Agora, para que possamos efetivamente aplicar a Sputnik V em nossa população e realizar os pagamentos após cada entrega de doses dessa vacina, só necessitamos que a União Química providencie com a Anvisa, o quanto antes, a autorização para uso emergencial e temporário", ressaltou o Ministério da Saúde.


Postar um comentário

0 Comentários