SANTARÉM: Após o Lockdown, atividades econômicas podem continuar com restrições


Para tentar conter o avanço da pandemia do novo coronavírus, Santarém, no oeste do Pará, iniciou na segunda-feira (1º) o lockdown – isolamento intensificado com medidas mais restritivas de tráfego e circulação de pessoas. No sábado (30/01), o governador Helder Barbalho modificou o bandeiramento da região do Baixo Amazonas, alterando de vermelho, para preto, determinando o Lockdown na região. 

Para que o Lockdown seja respeitado pela população, os órgãos de segurança montaram várias barreiras pelas ruas da cidade e as fiscalizações da prefeitura estão percorrendo vários bairros de Santarém.

Caso o bandeiramento volte para a fase vermelha, algumas atividades podem continuar sem o atendimento presencial ao público e algumas nem poderão funcionar. De acordo com o Art:15, do Decreto Estadual, as atividades que podem continuar com restrições são essas: 

I - shopping centers;

II - salões de beleza, clínicas de estética e barbearias;

III - canteiro de obras e estabelecimentos de comércio e serviços não essenciais;

IV - escritórios de apoio administrativo, serviços financeiros, serviços de seguros e outros serviços afins, excetuando os consultórios médicos e de assistência à saúde em geral;

V - academias de ginástica;

VI - bares, restaurantes, casas noturnas e estabelecimentos similares;

VII - atividades imobiliárias;

VIII - agências de viagem e turismo, e:

IX - praias, igarapés, balneários, clubes e estabelecimentos similares.




Postar um comentário

0 Comentários