POLÊMICA: Amapaense acusa o estado do Pará de apropriação da cultura nortista


“Vocês estão sendo enganados! Essa ideia vem sendo vendida para o Brasil inteiro e é até difícil retirar”. Assim a macapaense Juliana Campos inicia um vídeo onde acusa uma suposta apropriação do Pará sobre toda a cultura nortista.

“O Pará, por muitas e muitas gerações, vende a ideia de que a cultura nortista pertence a eles, e isso não existe. Não é culinária paraense, não é dança paraense, não é música paraense; é nortista. O Norte inteiro é assim, a gente tem a mesma cultura aqui”, afirma a jovem indignada no vídeo publicado no dia 30 de dezembro.

Segundo a estudante de Medicina Veterinária, os paraenses se projetam como “donos” da cultura nortista e, assim, inviabilizam os demais estados. “Meu estado ficou, recentemente, por 20 dias sem luz, e as pessoas não sabiam nem onde ficava”, protestou, referindo-se ao recente apagão que atingiu o Amapá após um incêndio em uma subestação de energia elétrica do estado.

“Eles (os paraenses) pegaram a cultura toda para eles, venderam para o resto do país como sendo somente deles, tanto que o Pará é conhecido pelo país inteiro e o resto dos estados, não”, completou. “O ‘égua’ é de todos, o açaí é de todos, a maniçoba é de todos”, disse ainda. Veja o vídeo abaixo. 


No Twitter, internautas paraenses rebateram as acusações.

Postar um comentário

0 Comentários