SANTARÉM: Empresários começam a amargar prejuízos após proibição de festas e shows

A Promotoria de Justiça de Santarém, obteve liminar em Ação Civil Pública conjunta ajuizada nesta quinta-feira, 17 de dezembro contra o Município de Santarém e Estado do Pará, que determina a imediata suspensão da eficácia do art. 4º do Decreto Municipal nº 366/2020-GAP/PMS, e proíbe a realização de festas, shows, eventos comerciais e similares, incluindo aglomeração em lojas de conveniência de postos de combustíveis, Alter do Chão e praias, independente do quantitativo mínimo de pessoas. A decisão foi proferida nesta sexta-feira, 18, pelo Juízo da 6ª Vara Cível.

Alguns empresários já começaram a se manifestar nas redes sociais, comentando o prejuízo que terão com essa decisão da justiça. Várias festas particulares já estavam programadas para acontecer a partir de hoje (18). Leia abaixo o desabafo de um empresário de eventos. 

Quase tudo pronto aqui na Sygnus pro show do Cabaré do Brega. Aí vem um juiz que tem o seu salário garantido pelo resto...

Publicado por Companhia da Luz em Sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Postar um comentário

0 Comentários