PM está autorizada a prender em situações de aglomerações, em Minas Gerais


A Polícia Militar de Minas Gerais poderá prender quem estiver em aglomerações durante as festas de fim de ano. A medida busca justamente evitar as aglomerações neste momento em que os casos de Covid-19 estão em alta e foi anunciada nessa terça-feira (22) pelo comandante-geral da PM, Rodrigo Rodrigues, em uma entrevista na Cidade Administrativa. A determinação é do governador do estado, Romeu Zema (Novo).

O comandante-geral Rodrigo Rodrigues afirmou que as abordagens da PM serão, a princípio, para orientar e conscientizar as pessoas sobre a importância de seguir as recomendações para não fazer o vírus circular mais. Em caso de orientar o cidadão e ele não cumprir, o coronel disse que fica compreendido como desobediência, o que pode levar à prisão. "Mas, em último caso, fazer valer o poder de polícia. E aquela pessoa poderá ser conduzida sim”, informou. Os policiais darão apoio aos fiscais dos municípios para cumprir as regras de isolamento social. As viaturas devem usar os megafones para orientar, conscientizar a população e dispersar aglomerações. 

Nessa mesma entrevista coletiva, o secretário de Estado de Saúde Carlos Eduardo Amaral pediu para que a população redobre os cuidados de distanciamento e higienização neste fim de ano. Minas Gerais superou ontem (22) a marca de 500 mil casos de Covid-19. Além disso, o estado totaliza 11.258 mortes causadas pelo novo coronavírus.

Postar um comentário

0 Comentários