POLÊMICA: Papa Francisco faz declaração em defesa da união civil entre homossexuais


Em um filme exibido em um festival nesta quarta-feira (21) na Itália, o papa Francisco disse que é preciso criar leis que defendam a união civil de homossexuais. No filme Francesco, ele aborda temas com os quais se importa, como ambiente, pobreza, migração, desigualdade racial e de renda e pessoas mais afetadas por discriminação.

As pessoas homossexuais têm direito de estar em uma família. Elas são filhas de Deus e têm direito a uma família. Ninguém deverá ser descartado ou ser infeliz por isso. O que precisamos é criar uma lei de união civil. Dessa forma, eles são legalmente contemplados. Eu defendi isso — afirma Francisco durante a obra dirigida por Evgeny Afineevsky, segundo os sites G1 e O Globo.

A Igreja Católica é contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, e as declarações representam um ponto de virada em relação ao posicionamento de seus antecessores, incluindo o papa emérito Bento XVI, recluso no Vaticano. 

Esta é a primeira vez que o papa se pronuncia abertamente em favor da união civil homossexual. No passado, Francisco já havia pregado o respeito aos gays e expresso seu interesse em dialogar com esse grupo.

Postar um comentário

0 Comentários