ELEIÇÕES: Apenas Maria do Carmo propõe a construção de duas UPAs em Santarém

No início dos anos 2000, estabeleceu-se no âmbito do Ministério da Saúde a organização de uma política nacional de atenção às urgências, com a implantação de novos componentes, como os serviços de atendimento móvel de urgência (SAMU) e as Unidades de Pronto Atendimento (UPA). O objetivo da UPA é concentrar os atendimentos de saúde de complexidade intermediária.

Em Santarém, no Oeste do Pará, até o momento foi instalado apenas uma UPA. Sendo que a cada 100 mil habitantes, se faz necessário a instalação de uma Unidade de Pronto Atendimento. O município tem hoje mais de 300 mil habitantes, onde deveria haver três UPAs. 

Dos candidatos a prefeito, apenas a candidata Maria do Carmo (PT), propõe a instalação de duas novas Unidades de Pronto Atendimento (UPA). 

Alguns candidatos tem no plano de governo a instalação de apenas uma UPA, outros não irão instalar nenhuma. Veja a lista abaixo:

1) Maria do Carmo (PT): Instalação de duas UPAs;

2) Nélio Aguiar (DEM): Instalação de uma UPA;

3)  Coronel Tomaso (Patriota): Não irá instalar nenhuma UPA;

4) João Pingarilho (PSC): Não irá instalar nenhuma UPA;

5) Ney Santana (PSDB): Instalação de uma UPA;

6) Valdir Matias (PV): Não irá instalar nenhuma UPA;

7) Jesson Santos (PRTB): Instalação de uma UPA;

8) Paulo Barrudada (PSL): Não irá instalar nenhuma UPA.  




Postar um comentário

0 Comentários