CRISE? Em meio a pandemia a pré-venda do iPhone 12 de R$ 10 mil é um sucesso no Brasil


A pré-venda do novo iPhone 12 já registrou o dobro de quantidades vendidas em relação às do iPhone 11 nos primeiros dias de comercialização.

No entanto, em um ano marcado pela pandemia e pela recessão econômica global, isso não parece impedir as pessoas de fazerem compras tão caras. Para se ter uma ideia, a expectativa é de que este aparelho no Brasil comece a ser vendido por R$ 14 mil. Os aparelhos iPhone 12 e iPhone 12 Pro estão em pré-venda desde 16 de outubro, mas a fase de encomenda do iPhone 12 Mini e iPhone 12 Pro Max está prevista para começar somente no dia 6 de novembro.

A novidade principal da Apple para este novo celular é a estratégia de não incluir mais os fones de ouvido e o adaptador de tomada na caixa dos smartphones. No entanto, esta será a primeira vez que um telefone celular chega ao Brasil custando mais de R$ 10 mil. Vale destacar que os modelos que serão lançados podem ter preços variando entre R$ 7 mil e R$ 14 mil, quando forem parcelados. Pagando à vista, eles são um pouco mais "baratos", com o iPhone 12 Pro Max saindo por R$ 12.599.

A Apple adicionou ainda uma nova ferramenta com o objetivo de melhorar a qualidade das fotos e vídeos nos modelos do aparelho. E ele chega ao mercado com internet 5G e o novo processador A14 Bionic. Segundo a fabricante, este chip será até 50% mais potente do que nos modelos rivais. Também se encontra no novo aparelho a tecnologia MagSafe, que consiste em um sistema de imãs na traseira do aparelho para anexar carregadores e acessórios por meio de magnetismo.

Postar um comentário

0 Comentários