COVID-19: Bolsonaro afirma que não vai comprar a "vacina chinesa de João Doria"


O presidente Jair Bolsonaro afirmou, em seu perfil no Twitter nesta quarta-feira (21), que o Brasil não irá comprar "a vacina chinesa de João Doria"

Na terça-feira (20), o Ministro da Saúde havia anunciado a compra de 46 milhões de doses CoronaVac, vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac. A empresa tem um acordo com o governo de São Paulo para fornecimento da vacina pronta e, também, para a transferência da tecnologia de produção para o Instituto Butantan.

Postar um comentário

0 Comentários