CORTOU: Bolsonaro veta perdão de 1 bilhão de dívidas de igrejas

Jair Bolsonaro vetou o dispositivo que perdoava R$ 1 bilhão em dívidas de igrejas. O presidente vetou o artigo 8º do projeto de lei que isentava as igrejas do pagamento da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

O veto, que pode ser derrubado pelo Congresso, foi assinado na sexta-feira (11), data-limite para sanção da proposta, e será publicado no "Diário Oficial da União" desta segunda-feira (14). 

"Confesso, caso fosse deputado ou senador, por ocasião da análise do veto que deve ocorrer até outubro, votaria pela derrubada do mesmo", afirmou o presidente nas redes sociais após a divulgação do veto.

Com a medida, Bolsonaro atende a Guedes, mas desagrada um dos setores que apoiam seu governo. Nos últimos dias, a bancada evangélica na Câmara vinha pressionando para evitar o veto.

Postar um comentário

0 Comentários