PARÁ: Casal desaparece durante viagem na Rodovia Transamazônica


Luciana Cavalcante
Colaboração para o UOL, em Belém

Um professor universitário e a mulher, auxiliar administrativa, estão desaparecidos desde o último domingo (23). Ele é paraense e ela chinesa, naturalizada brasileira. Os dois sumiram em uma viagem entre o município de Altamira e a capital Belém. O casal chegou a pegar uma balsa que leva até a estrada que dá acesso à capital, mas não deram mais notícias. A família conseguiu um vídeo deles em um posto de gasolina em Novo Repartimento, que fica na mesma região, na manhã do dia do desaparecimento.

Nielson Fernando da Paixão Ribeiro, 41, é coordenador do Programa de Mestrado de Engenharia Química da UFPA (Universidade Federal do Pará) e a mulher, Chen Mei Yin, 36 anos, auxiliar administrativa em uma prestadora de serviços para a Hidrelétrica de Belo Monte. Ribeiro mora em Belém e esposa, em Altamira. "Eles se veem de acordo como o trabalho permite. Ele sempre viaja para lá. Dessa vez estava desde o dia 10 de agosto porque a universidade está sem aulas", contou a irmã dele, Nilma Ribeiro.

O casal voltaria para capital na balsa das 6h da manhã de domingo. O trajeto é de apenas 30 minutos até a estrada, de onde seguiriam por mais 14 horas até a capital paraense. "Alguns amigos da Chen Mei e no porto disseram que eles pegaram a balsa", contou Nilma. Familiares e alunos tentaram contato com os dois durante esse tempo, mas nenhum dos dois respondeu. A última visualização do celular de Nielson foi por volta das 4h da manhã do domingo.

No começo, a família não desconfiou do desaparecimento, pois a chegada só seria no final da noite. "Pensamos que não tinha sinal no celular porque estavam na estrada. Só nos demos conta quando fomos ao apartamento deles, na segunda de manhã, e não estavam lá", lamentou a irmã do professor. O casal não tem filhos, somente um cachorro, que Ribeiro levou na viagem.

O irmão e cunhado então registraram ocorrência na delegacia na região metropolitana e seguiram para a região na tentativa de obter alguma informação. "Eles chegaram a fazer o trajeto que eles fariam (o casal), mas não encontraram nada", lamentou Nilma.

A família conseguiu rastrear as transações bancárias do casal e descobriu que a última foi feita, por volta de 9h30 da manhã, em um posto de gasolina em Novo Repartimento, o primeiro município após desembarcarem da balsa. "Em contato com o posto, conseguimos o vídeo que os mostra abastecendo o carro. Esse foi o único gasto até agora, no valor de R$ 165." O veículo em que viajavam é um HB20 prata de placa QDZ-1364.


Postar um comentário

0 Comentários