Rodrigo Maia sugere cortar salário dos 3 poderes para prorrogar auxílio emergencial




Ao comentar sobre a sugestão do presidente da República, Jair Bolsonaro, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, afirmou, nesta terça-feira (9), que não tem problema em debater redução no salário dos parlamentares.

No entanto, Maia defendeu participação de todos os Poderes para compensar a prorrogação do auxílio-emergencial.

“Eu tenho defendido quase que sozinho a necessidade dessa repactuação. Se todos os Poderes topassem cortar um percentual para garantir os R$ 600, eu tenho certeza que o Parlamento vai participar e vai defender.”

Mais cedo, ao comentar sobre a expansão do coronavoucher, Bolsonaro sugeriu “um programa para diminuir o salário do parlamentar pela metade”. 

Maia respondeu: 

“O salário dos parlamentares em relação aos custos tem uma diferença um pouco grande. Vai ficar distante para cobrir, mas se todos os três Poderes estiverem de acordo para cortar salários por alguns meses, para garantir os R$ 600, o Parlamento está disposto a sentar na mesa e conversar.”

Postar um comentário

0 Comentários