Chineses dão um "pino" em Helder Barbalho


A assessoria do governo estadual confirmou na sexta (8), que 152 respiradores, adquiridos da China para tratamento de pacientes com Covid-19, apresentaram falhas identificadas por técnicos durante processo de instalação e que ainda não puderam ser usados. 

Os equipamentos chegaram na última segunda (4), junto com bombas de infusão. Cada respirador custou 126 mil reais.




Segundo o governo, 80 respiradores foram destinados para o Hospital de Campanha de Belém e 30 para o Hospital Galileu, todos em Belém. Dez respiradores vão para o Hospital de Campanha de Santarém; 10 para o Hospital de Campanha de Marabá; 5 para o Hospital de Campanha de Breves e 4 para o Hospital de Capanema. 

Em videoconferência na última sexta (08), o chefe da Casa Civil no Pará, Parsifal Pontes, solicitou a entrega dos 400 respiradores adquiridos pelo Pará e disse que o problema pode gerar crise diplomática entre o Brasil e a China. Pontes citou que as falhas ocorreram nas configurações 'blender' e 'peep' , que segundo ele são funcionais e essenciais para que um respirador funcione plenamente, principalmente no tratamento da Covid-19. 

O governador Helder Barbalho fez um vídeo e postou no twitter mostrando sua indignação com o "pino" que levou. 

Postar um comentário

0 Comentários